Henrique Fendrich

Henrique Fendrich é jornalista, escritor e pesquisador. Mantém a “RUBEM”, única revista digital sobre crônica, e é autor dos livros “Brasília quando perto” (2013) e “Deus ainda não acabou com tudo” (2014), ambas coletâneas de crônicas. É organizador do blog literário “Vida a Sete Chaves”. Também escreve livros de história e genealogia, além de textos para os jornais “Folha do Norte” e “Evolução”, de São Bento do Sul/SC.
Henrique Fendrich

Pierina e pouco mais

Um dia eu estudarei a fundo a mecânica quântica, apenas para entender por que é que, ao folhear um livro,…
Henrique Fendrich

Casa de uma avó alemã

Ia-se muito à casa da Oma. Uma oma é uma avó alemã, uma nonna alemã. Uma oma se casa com…
Henrique Fendrich

Fui pra rua em Brasília

Sendo previsto que naquele dia aconteceriam os maiores protestos de todos os tempos em Brasília, decidi também eu me dirigir…
Henrique Fendrich

Ode à minha família

Understand what I’ve become It wasn’t my design. Não foi nada planejado, se eu tivesse pensado, se eu visse para…
Henrique Fendrich

Ano Novo no aeroporto

O ano tinha começado há poucas horas e eu já precisava voltar a Brasília, pois trabalharia na manhã do dia…
Henrique Fendrich

Natal no hospital

Às vezes é Natal quando não devia, quando a gente não queria que fosse. Comemorar, comemorar o quê, se estamos…
Henrique Fendrich

Elogio da minha janela

Seis anos estive em Brasília e por seis anos não pude enxergar nada pela janela do meu quarto. Ora, eu…
Henrique Fendrich

Matei meu professor de lógica

“Fui morar sob uma ponte do Sena, embora nunca tenha estado em Paris.” Fields of Oak Nasci, sob protestos, em…
Henrique Fendrich

São-bentinhas

Todos os anos, Curitiba se afasta cerca de 10 centímetros de São Bento do Sul. Parece pouco, mas é por…
Henrique Fendrich

Ao lado do cemitério

Por mais que eu ande por aí, dificilmente terei vizinhança mais pacata do que aquela que me acompanhou por quatro…
Close