Petê Rissatti

Petê Rissatti nasceu no Dia Nacional do Livro, o que explica um pouco de sua carreira. Formado em Letras-Tradução Inglês-Português (Unibero), especialista em Tradução Alemão-Português (USP), atua como tradutor editorial, preparador de textos e leitor crítico, além de ministrar oficinas de tradução e criação literária. Já traduziu mais de 60 livros de ficção e não ficção dos mais variados gêneros e ama todos os livros que traduziu. Uns mais, outros menos. Escreve para o blog de tradução editorial Ponte de Letras e é editor-chefe da Metáfrase, revista da Associação Brasileira de Tradutores e Intérpretes (Abrates).
Ponto e Vírgula

‘A cor púrpura’: uma história de luta

Não faz muito tempo que soube que um dos filme de Steven Spielberg mais aclamados nos anos 80, estrelado por…
Literatura

‘As brasas’: o peso do drama, a leveza da boa escrita

Traição, mortes e vingança. Poderíamos dizer que essas são as bases da novela As brasas, do húngaro Sándor Márai, traduzida a…
Ponto e Vírgula

‘Do que falo quando falo de corrida’: as corridas do Murakami – e as minhas

Há mais ou menos quatro meses, decidi que deveria emagrecer a qualquer custo. Tudo já estava ficando difícil: subir escadas,…
Ponto e Vírgula

‘Ninguém nasce herói’: livro necessário para os jovens (e para adultos também)

Se prestarmos atenção nas notícias que estampam os jornais nos últimos tempos, conseguimos ter uma ideia aonde o Brasil dos…
Ponto e Vírgula

‘Os Túneis’: tudo acontecia por baixo de Berlin

Há dois dias, houve um dos grandes feriados alemães, o Dia da Reunificação Alemã, quando o Muro de Berlim foi…
Literatura

Crítica, futebol e tradução

Em algum momento, todos seremos alvos de críticas. A crítica (erroneamente entendida de forma negativa na maioria dos casos) é…
Ponto e Vírgula

‘Laços’ são nós que atam e desatam

Como explica Jhumpa Lahiri na introdução para a versão inglesa, a tradução mais adequada para Lacci, de Domenico Starnone, seria “Cadarços”.…
Ponto e Vírgula

‘Estação Onze’: entre Shakespeare, apocalipse, fanatismos e quadrinhos

Estação Onze, de Emily St. John Mandel, com tradução do grande Rubens Figueiredo para a Intrínseca, não é uma unanimidade.…
Ponto e Vírgula

‘O tradutor cleptomaníaco’: Dezsö Kosztolányi e a arte de contar boas histórias

De tantos textos literários que têm como mote a tradução, um dos que considero mais divertidos e ao mesmo tempo…
Literatura

‘Tudo que deixamos para trás’: a relação delicada entre homens e abelhas

Segundo matéria da Folha de São Paulo (leia aqui), a partir de matéria da BBC, o Distúrbio do Colapso da…
Close