Vale um Like

Alok quer ganhar o mundo

Mais reconhecido DJ brasileiro na cena eletrônica mundial, Alok superou dramas pessoais e fez do seu trabalho uma nova oportunidade de vida para crianças e adolescentes que lutam contra o câncer.

Um dos maiores expoentes da música eletrônica mundial é brasileiro e nasceu no berço de grandes nomes do sertanejo. De Goiânia para todo planeta, Alok, aos 26 anos, coleciona números impressionantes.

Primeiro brasileiro a atingir a marca de 100 milhões de audições no Spotify, Alok também foi apontado pela revista inglesa DJ Mag como um dos melhores disc jockeys do mundo. Em meio à concorrida agenda de shows e outros compromissos, o artista também abriu espaço para a solidariedade, sobretudo para apoiar a causa da saúde infantojuvenil.

Recentemente, o músico escolheu o Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, e o GRAACC, de São Paulo, como instituições beneficiadas pelos royalties do seu mais recente lançamento, o hit “Ocean”. A composição, parceria de Alok com Iro e Zeeba, é uma homenagem a uma fã que tinha o sonho de conhecer o mar, mas que, infelizmente, morreu em decorrência de um câncer aos 12 anos e sem realizar esse desejo.

Pouco após o lançamento de “Ocean”, Alok enfrentou duas situações particulares bastante complicadas: a namorada, Romana Novais, estava grávida e acabou perdendo o primeiro filho do casal. Fora isso, ele e sua equipe levaram um susto quando o avião particular do músico saiu da pista durante o procedimento de decolagem em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Canção

O videoclipe da música “Ocean”, que tem duração de oito minutos, reúne um elenco de estrelas: Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa, Maria Manoella e Genézio de Barros. Há pouco mais de um mês, o artista publicou um depoimento sobre a história da composição, que viralizou na internet. A faixa é o maior lançamento de Alok e a música surge em destaque também na lista das mais executadas no Brasil.

O videoclipe da música Ocean, que tem duração de oito minutos, reúne um elenco de estrelas: Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa, Maria Manoella e Genézio de Barros.

Sobre esse projeto, Alok faz questão de dizer que a canção é muito mais que uma homenagem. “Ela desperta, envolve e nos coloca num lugar em que raramente nos vemos. Nos motiva a sermos melhores, a amar mais, tolerar mais e ser grato por vivermos. É uma música com a história mais forte que já me envolvi. Emociona, mas ao mesmo tempo me faz feliz, me motiva e nada mais justo que motivar outras pessoas com a causa envolvendo a doação dos royalties. Foi o mínimo para continuar colocando em prática meu posicionamento de que a nossa felicidade depende da felicidade dos outros”, comentou.

Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa e Alok nos bastidores da gravação do clipe
Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa e Alok nos bastidores da gravação do clipe. Imagem: Marcos Alonso.

Alok Achkar Peres Petrillo, que também faz um excelente uso das redes sociais, deve se dedicar intensamente à carreira internacional a partir de 2019. A boa fase do DJ foi reconhecida também no MTV Millenial Awards, o MTV Miaw, premiação realizada no fim de maio e que reconhece o melhor da geração Y nas mais diferentes áreas. O músico e produtor concorreu em duas categorias – clipe do ano e artista musical. Uma história que promete novos e emocionantes capítulos em breve…

Confira os grandes sucessos de Alok no Spotify

link para a página do facebook do portal de jornalismo cultural a escotilha

Tags

Cristiano Freitas

Cristiano Luiz Freitas é jornalista, roteirista e produtor cultural com quase 20 anos de experiência em projetos voltados aos públicos infantojuvenil e jovem. Com passagens pela Gazeta do Povo e Grupo RIC, atualmente desenvolve ações em comunicação para o Complexo Pequeno Príncipe. Em seu currículo, constam importantes premiações como o Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close