COMPARTILHE
Os Afro-sambas: Psicorixádelia
Arte: Lucaz Mathias.

Obra fundamental, incontornável e importantíssima da música brasileira, Os Afro-Sambas completou 50 anos em 2016. Gravado entre os dias 3 e 6 de janeiro de 1966 em um estúdio no porão de um prédio no Centro do Rio de Janeiro, cidade castigada à época por chuvas torrenciais, Os Afro-Sambas chegaram ao seu 51º aniversário com uma mensagem ainda viva para as atuais gerações de artistas.

Vinicius de Moraes e Baden Powell se uniram para criar uma obra que modificaria os rumos da chamada MPB. Se a bossa nova havia enbranquecido a música brasileira, Os Afro-Sambas surgiu como uma resposta do eterno Poetinha e do maior violinista de nossa história, trazendo o candomblé afro-brasileiro para dentro da música, dando a ela “uma dimensão mais universal”, como afirmava Vinicius na contracapa do LP.

Cientes de sua importância, entendedores de como este disco mudou os paradigmas da música feita em nosso país, que A Escotilha produziu este projeto de releituras, chamado de Psicorixádelia. Com lançamento previsto para a próxima sexta-feira, 21, o projeto de releituras reúne 8 artistas de diferentes estados do Brasil, cada um deles reinterpretando uma das canções d’Os Afro-Sambas. Entre os artistas convidados, a verve psicodélica carregada de uma essência tipicamente nacional os une, e permite, ainda, o cruzamento com a obra que homenageiam.

O projeto Psicorixádelia é idealizado pelo jornalista Alejandro Mercado. Assina a produção, além do próprio Mercado, o jornalista Jorge Wagner, responsável pelo tributo ao Raça Negra, Jeito Felindie, lançado em 2012. O disco conta, ainda, com o designer Lucaz Mathias, do Estúdio Cão, responsável pelo projeto gráfico desta homenagem, e com a parceria do estúdio Vox Dei Music, conduzido por Tiago Brandão, responsável pela master do álbum.

Confira abaixo o casting, a ficha técnica do projeto e o single “Canto de Ossanha”, versão feito pela Aeromoças e Tenistas Russas.

CASTING

Aeromoças e Tenistas Russas (SP)
Agoristas (GO)
banda-fôrra (PB)
Bike (SP)
Bonifrate (RJ)
Graxa (PE)
Hierofante Púrpura (SP)
Jude (AL)

FICHA TÉCNICA

Idealização: Alejandro Mercado;
Realização: A Escotilha;
Masterização: Tiago Brandão, Estúdio Vox Dei Music (Curitiba – PR);
Produção artística: Alejandro Mercado e Jorge Wagner;
Produção executiva: Alejandro Mercado;
Projeto Gráfico: Lucaz Mathias, Estúdio Cão (São José dos Campos – SP);
Textos de introdução: Marcelo Costa, Scream & Yell.

link para a página do facebook do portal de jornalismo cultural a escotilha

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA