Prata da Casa

O mosaico de Guilherme Mattar em ‘Positivando’

Músico e compositor curitibano, Guilherme Mattar faz de seu EP ‘Positivando’ a demonstração de sua aguçada veia pop.

Guilherme Mattar, músico, compositor e cantor curitibano lançou este ano um EP ao vivo chamado Positivando. Gravado no Teatro Positivo em julho de 2016, Positivando é um pequeno recorte na carreira de um artista que transita pela música literatura com extrema desenvoltura. Seu trabalho com as letras lhe rendeu uma grande facilidade em desenvolver suas composições musicais.

Este projeto solo (Mattar faz parte do duo Cactos) evoca grandes referências da MPB brasileira que flerta com o rock, como a fase dos Titãs, mas em especial com o trabalho do músico Leoni, ex-Kid Abelha e Heróis da Resistência. Seu repertório e sua estética são talhadas no minimalismo, mas contém uma verve digna dos grandes hitmakers.

As quatro faixas de Positivando mostram um artista em movimento, que faz música pop quase como se fosse um artesão. Guilherme Mattar possui uma aguçada veia pop e aproveita o palco para experimentar tons e climas neste curto registro. Entre exposições de verdades, Mattar procura inserir sua moldura roqueira, organizando esse mosaico nu e cru de seu cotidiano.

Na atmosfera apresentada por Guilherme Mattar, vemos uma alternância de alegrias e tristezas, farturas e migalhas, delicadezas e brutalidades, demonstrando como o músico curitibano pauta sua obra por letras contundentes.

Na atmosfera apresentada por Guilherme Mattar, vemos uma alternância de alegrias e tristezas, farturas e migalhas, delicadezas e brutalidades, demonstrando como o músico curitibano pauta sua obra por letras contundentes. Ainda que Positivando alterne momentos de sonoridade mais e menos sedutora, ele se sustenta por um conceito muito coeso – o mundo está doente e o músico narra isso, sem para tanto se colocar no papel de superior.

Seu perfil questionador e impiedoso (especialmente em “Intolerância e Incompreensão) permeia a essência do eu-lírico, não fazendo a mínima questão de esconder as imperfeições do mundo debaixo de tapetes existenciais ou labirintos mentais.

Há, sem sombra de dúvida, um desafio imenso a ser encarado pelo cantor. O universo pop dá espaço a todo tipo de visão, numa metáfora perfeita do papel em branco – o que não costuma acontecer com a mesma frequência em outros gêneros. Contudo, os altos e baixos do pop, que mais sofre com as intempéries do universo musical, exige uma maturidade artística capaz de se reinventar a cada novo momento. Exige, também, uma compreensão ímpar deste mundo orgânico e mutável da música popular.

Em alguma medida, as diferentes atuações Guilherme Mattar dão indícios de que é capaz de tirar tal desafio de letra. Por isso, se ele realmente tiver a força para compreender este cenário, seu talento sobressairá. Logo, este é seu grande desafio daqui em diante. Seguiremos acompanhando.

Ouça ‘Positivando’ na íntegra no Spotify

link para a página do facebook do portal de jornalismo cultural a escotilha

Tags

Alejandro Mercado

Alejandro Mercado é jornalista e publicitário, com pós-graduações em Comunicação e Sociedade e Multimeios. Foi coordenador adjunto da Coordenadoria Setorial de Comunicação da Secretaria de Cultura de Campinas entre 2005 e 2007, período no qual coproduziu o Unifest Rock, maior festival universitário de música da América Latina. Foi um dos idealizadores e coprodutor do Mopemuca, projeto voltado ao fomento da produção musical autoral no interior de São Paulo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close