crônica

Paulo Camargo

Um toque

“Cara, se toca! O mundo não gira em torno de você!” Quem nunca teve vontade de segurar no braço de…
Yuri Al'Hanati

A solidão de ser brasileiro durante a Copa do Mundo

Existe uma solidão que se sobrepõe até mesmo à solidão anterior, a solidão do cotidiano: a solidão durante a Copa…
Henrique Fendrich

Sete a um

Sou liberado do serviço na hora do almoço e volto para casa: é dia de jogo do Brasil. Não estou…
Paulo Camargo

Quando eu descobri o futuro

O longa-metragem 2001– Uma Odisséia no Espaço (1968), que completa meio século de lançamento, contém, talvez, o mais intrigante –…
Yuri Al'Hanati

Ter um bar em casa é uma saída

Já devo ter comentado aqui, nesse espaço, o meu entusiasmo por garrafas de bebidas. Algo que começou antes mesmo que…
Henrique Fendrich

Menino espera o pai

Era um fim de tarde banal, mas seria evocado durante toda a sua vida. O menino aguardava o sinal que…
Paulo Camargo

Os nós se desatam

Os nós se desatam. Às vezes nem é preciso fazer força. A vida faz o serviço. Porque ela é ladina,…
Yuri Al'Hanati

O Bósforo

O Bósforo é mar com sonhos de rio. Tem em sua menor largura apenas meio quilômetro e, mesmo onde suas…
Henrique Fendrich

O inferno é branco

Ele disse que o inferno era branco, um grande e invencível branco que tomava tudo ao redor. Não havia fogo,…
Paulo Camargo

Na pátria inventada

Na pátria inventada, a princesa herdeira de altas patentes das Forças Armadas diz militar pelas causas progressistas, autoproclama-se socialista, mas…
Close