Intersecção

‘Airbag’: música e arte

Espaço alternativo é palco para a peça 'Airbag', produção da Processo MultiArtes em Curitiba.

A produtora Processo MultiArtes lançou a temporada de estreia de Airbag na última quinta-feira, 24. e fica em cartaz até 3 de junho. A peça acontece na Garagem Multiartes, galpão localizado na Inacio Lustosa, 397, que estava desativado. O espetáculo cênico narra a história de um casal (Patrícia Cipriano e Gabriel Gorosito) que, após 20 anos de casado, protagoniza o fim do relacionamento.

Em meio a carcaças de carros antigos, entulhos e objetos cênicos, a atriz Patrícia Cipriano e o ator Gabriel Gorosito contam a história de um casal de classe alta curitibana que, em meio aos diálogos em cena a respeito de relacionamento e vida pessoal, provocam reflexões sobre, por exemplo, o conservadorismo ou questões ligadas a ambições pessoais e profissionais. Com humor e ironia, o público também assiste uma montagem teatral que mistura teatro e muita música.

Com direção e texto de Adriano Esturilho, Airbag é montado em um espaço alternativo. O público pode assistir ao espetáculo dentro de seu próprio veículo ou em algumas poltronas de carros, dispostas no espaço da Garagem Multiartes. Luz, som, iluminação, música e o próprio galpão, espaço escolhido para montagem do espetáculo, dão ao público uma experiência alternativa na hora de assistir a peça. Longe do silêncio dos teatros, das poltronas e cadeiras convencionais, Airbag também lança uma proposta diferente ao público na hora de assistir ao espetáculo.

Alan Brasileiro é ator e produtor cultural, e esteve na plateia no dia de estreia. Ele relatou que o espetáculo proporcionou uma experiência distinta, pois apresentou inúmeros desafios e propostas interessantes.

“Desde que eu cheguei me senti envolvido. O lugar me chamou bastante atenção, porque são várias ideias e proposições dentro de um mesmo espaço. Eu me senti até um pouco intimidado por toda essa amplitude, além dos vários elementos que compõem a cenografia e esse espaço cênico que eles criaram aqui”.

Para Alan, o público pode assistir uma montagem de peça cheia de ritmos, que envolviam além da dramaturgia, a dança, performances e música. “O espetáculo tem uma dinâmica muito massa, ele tem bastante ritmo, apresenta um jogo verbal bem forte também. A questão do casal, a desconstrução de uma família, do que é esse padrão social, é muito bem trabalhado”, finalizou.

O público pode assistir ao espetáculo dentro de seu próprio veículo ou em algumas poltronas de carros, dispostas no espaço da Garagem Multiartes.

Patrícia Cipriano, atriz e integrante do elenco de Airbag, relatou que a peça é resultado de um trabalho com uma equipe extensa. Segundo ela, o projeto da peça é de 2015, mas a captação de recursos do espetáculo foi disponibilizada somente este ano.

Patrícia, que é artista residente da Casa Selvática e sócia da Companhia de Teatro Bife Seco, relatou ainda que o diretor desde o início procurava um espaço alternativo. “Isso aqui era, na verdade, uma quadra, e o Esturilho queria um lugar que fosse diferente, que não fosse teatro, aí ele encontrou essa locação, entramos aqui e trabalhamos muito nessa estrutura”.

Segundo ela, o processo de ensaios e trabalhos iniciaram em março, e, a partir de então, começaram os ensaios que seguiam uma agenda intensa. Para a atriz, a questão do local da peça, além da dramaturgia e cenário, traz uma disposição crucial para o trabalho. “Quando você chega aqui, você já tem um olhar ampliado. Tem essa estrutura que não é uma estrutura de teatro, mas que foi montado um teatro, e que também pode ser um set de TV. Eu acho muito novelesco”.

Patrícia contou ainda sobre os fatores externos ao espaço em que foi montado o espetáculo e que interferem diretamente na produção e execução da peça. “Às vezes, nos ensaios, até falávamos sobre a rua. Claro, o som da rua veio para este lugar aberto, e a peça acaba sendo sobre isso também. Sobre essas infiltrações, porque a gente se infiltrou nesse lugar, não tem também como a gente abrir mão disso”.

SERVIÇO | Airbag

Onde: Garagem MultiArtes | R. Inácio Lustosa, 397 – São Francisco, Curitiba/PR;
Quando: De 24/05 a 03/06; quartas, quintas e sextas, às 21h; sábados e domingos, às 19h
Quanto: Gratuito – os ingressos devem ser retirados no local 1h antes de começar o espetáculo;
Classificação indicativa: 16 anos.

FICHA TÉCNICA
Texto, Direção e Canções: Adriano Esturilho
Elenco: Gabriel Gorosito e Patricia Cipriano
Coro: Amanda Bueno, Alana Mendes, Mia Bueno, Paulo Silva, Rayssa Martins, Ricardo Mor
Produção Executiva: Judite Fiorese
Direção de Produção: Bella Souza
Assistência de Produção: Felix Varejão, Jade Benamor, Kadije Akl, Luiz Mira, Lucas Bueno, Nathalie Rocha, Paulo Silva, Silvia Fonseca
Estagiária: Mônica Ferreira
Cenografia: Guenia Lemos – Prego Torto & Cia
Assistência de cenografia: Ana Kummer
Cenotécnica: William Batista – Studio Fabrika
Grafiteiro: Jorge Galvão e TRI
Figurinos e Maquiagem: Gui Almeida
Criação e Operação de Luz: Lucas Amado
Técnicos de luz responsáveis: Lucas Tatarin, Júlio Kafu
Sonoplastia, Produção Musical e Música ao vivo: Eugênio Fim
Montagem e Operação de som: Fernando Abba
Assistência de montagem e operação de som: Tufo
Locução: Marko Aurélio
Designer, fotos e vídeos: Karla Vizone
Assessoria de imprensa: Adriane Perin – De Inverno Comunicação
Comunicação: Agência Souk
Assessoria de comunicação: Kadije Akl
Realização: Processo MultiArtes e Vão Livre
Incentivo: Profice – Programa Estadual de Financiamento e Incentivo à Cultura.

link para a página do facebook do portal de jornalismo cultural a escotilha

Tags

Leticia Queiroz

Letícia de Queiroz é recém formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Nasceu na cidade de Telêmaco Borba (PR), e atualmente reside em Curitiba, capital do estado. Apaixonada por cultura e teatro, dividiu sua trajetória acadêmica com produções jornalísticas na área. #contemcafeína é seu mais novo projeto pessoal, blog que deve reunir algumas crônicas de sua autoria e muito café.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close