Intersecção

CiaSenhas desafia público em espetáculo do projeto “CiaSenhas Aciona”

Mistério e desconfiança marcam 'Obscura fuga da menina apertando sobre o peito um lenço de renda', espetáculo integrante da mostra de repertório da CiaSenhas de Teatro.

A CiaSenhas de Teatro apresentou o segundo trabalho do projeto “CiaSenhas Aciona!”, no Teatro Novelas Curitibanas. A temporada de Obscura fuga da menina apertando sobre o peito um lenço de renda esteve em cartaz desde 25 de maio, e encerrou as apresentações no último domingo (3). O projeto “CiaSenhas Aciona!” contempla uma programação da companhia que inclui três espetáculos (Homem Piano – Uma instalação para a memória; Obscura fuga da menina apertando sobre o peito um lenço de renda; Os Pálidos).

O elenco encenou pela segunda vez um texto escrito pelo autor argentino Daniel Veronese. Composto por 5 atores em cena, a companhia desafia o público no jogo teatral entre elenco e plateia. O “palco”, na verdade, acaba se tornando também a plateia, visto que algumas pessoas do público podem ficar no centro do espaço cênico. A troca também é vista no elenco, por conta da disposição dos atores durante o espetáculo, que promove ao público uma imersão nas cenas de Obscura fuga da menina apertando sobre o peito um lenço de renda.

A narrativa é construída pelo pai e mãe de Martina (filha), que desaparecem deixando mistério e muitas incertezas. É estabelecida, então, uma dramaturgia marcada por recordações, lamentações e desespero da família. As dúvidas iniciam com as cartas que a menina enviou para os pais, o suposto namorado e também a uma amiga de infância. A incerteza aumenta com a chegada de um carteiro, que invade a casa dos familiares e deixa mais dúvidas.

O ‘palco’, na verdade, acaba se tornando também a plateia, visto que algumas pessoas do público podem ficar no centro do espaço cênico.

Heinz Bollmanm, estudante de Artes Cênicas da FAP, conferiu o espetáculo no sábado (3) e relatou que gostou da disposição do público, cenário e da proposta do espetáculo. “Gostei, principalmente, porque parece que a gente está dentro do espetáculo, acho que isso acaba nos trazendo para dentro das cenas e isso prende a nossa atenção. O jogo cênico deles é muito bom e o cenário, apesar de ser simples, é completo e bonito”.

Segundo a diretora do espetáculo, Sueli Araújo, o processo de montagem e construção cênica com o elenco iniciou com a tradução do texto de Daniel Veronese. “Lembro que começamos os ensaios sempre tentando procurar essa Martina. A Martina como metáfora, como ausência e também como uma violência aplicada, isso desde a primeira temporada, em 2014”.

Ela relatou que no ano de estreia do espetáculo, o elenco não era todo da CiaSenhas de Teatro. Sueli explicou, também que, na temporada do projeto “CiaSenhas Aciona!”, a equipe procurou trabalhar explorando outros caminhos, inclusive de atuação e relação com a plateia.

A diretora falou ainda da questão de gênero presente em Obscura fuga da menina apertando sobre o peito um lenço de renda, e sobre a temporada da peça, que encerrou no último final de semana.

“Fazemos um pouco a brincadeira de gênero na peça também, a figura da mãe no corpo de um homem, e a figura do pai no corpo de uma mulher tentando entender esses lugares dos personagens. É sempre bom você voltar com um espetáculo, porque é sempre uma oportunidade de você rever algumas coisas e atualizar”.

Os Pálidos, terceiro espetáculo do projeto, deve acontecer no início de julho, e, segundo a diretora da companhia, ele segue a proposta de busca de uma linguagem e relação com a plateia. O intuito é encontrar meios poéticos de incluir o público na encenação.

FICHA TÉCNICA

Texto: Daniel Veronese
Direção: Sueli Araujo
Tradução: Isabel Cristina Jasinski
Atores: Ciliane Vendruscolo, Greice Barros, Luiz Bertazzo, Anne Celli  e Rafael di Lari
Preparação Corporal: Cinthia Kunifas
Iluminação: Wagner Corrêa
Figurino: Amabilis de Jesus
Cenário: Paulo Vinícius
Maquiagem: Marcia Moraes
Desenho de Som/Trilha Sonora: Ary Giordani
Direção de Produção: Marcia Moraes
Assistência de Produção: Edran Mariano
Assessoria de Imprensa: Fernando de Proença
Programação Visual: Adriana Alegria

link para a página do facebook do portal de jornalismo cultural a escotilha

Tags

Leticia Queiroz

Letícia de Queiroz é recém formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Nasceu na cidade de Telêmaco Borba (PR), e atualmente reside em Curitiba, capital do estado. Apaixonada por cultura e teatro, dividiu sua trajetória acadêmica com produções jornalísticas na área. #contemcafeína é seu mais novo projeto pessoal, blog que deve reunir algumas crônicas de sua autoria e muito café.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Close